domingo, 12 de dezembro de 2010

Day 2

Minha atual paixão... A pessoa que está em meus sonhos...? Não consigo defini-la. Ela é uma mistura de flertes atuais com a sombra imensa do último cara com o qual realmente fui feliz. Será que você existe realmente? Imagino-o com olhos doces, às vezes tímidos, às vezes extremamente sacanas; acredito que seja discreto, pouco invasivo, divertido, criativo e, acima de tudo, intenso. Virginiano? Geminiano? Hum, talvez com uma grande influência de Libra, assim como ele. É extremamente magro e vive atordoado com vários problemas; entretanto, a minha imagem nunca sai da sua cabeça. Você talvez me ame com devoção, com toda a sua existência - algo que eu não tive por mais de três dias em toda a minha vida - e diga completamente encabulado que eu sou a pessoa que mudou a sua vida de forma totalmente irremediável. Assim como o conde Vronski de Anna Karenina, você dirá que não consegue afastar-me da sua mente, porque há algo terrível entre nós. Ligará apenas uma vez, ao final de cada dia, contando (totalmente encabulado, pois isso o constrange) como eu fui presente nos detalhes, nos livros, nas músicas e no menor indício de coisa que pudesse se estabelecer uma relação com a minha pessoa. Você poderia fazer uma surpresa para mim, convidando-me passear no Parque Triannon, me abraçando com carinho enquanto confessamos um ao outro que, nesse momento, toda a nossa vida pela primeira vez adquiriu sentido.

Eu gostaria muito que você se materializasse. Agora. Na forma dele. Um ele confesso. Um ele melhor. Um ele que finalmente confesse que me ama.

Nenhum comentário:

Postar um comentário