domingo, 12 de dezembro de 2010

Com sono,


E finalmente com controle sobre a alimentação a partir dessa tarde. Jantar: uma sopa Vono, três lichias, quatro balinhas de goma e um biscoito amanteigado. O Xenical está começando a funcionar. Prometo que passo amanhã no blog de vcs :**

Day 2

Minha atual paixão... A pessoa que está em meus sonhos...? Não consigo defini-la. Ela é uma mistura de flertes atuais com a sombra imensa do último cara com o qual realmente fui feliz. Será que você existe realmente? Imagino-o com olhos doces, às vezes tímidos, às vezes extremamente sacanas; acredito que seja discreto, pouco invasivo, divertido, criativo e, acima de tudo, intenso. Virginiano? Geminiano? Hum, talvez com uma grande influência de Libra, assim como ele. É extremamente magro e vive atordoado com vários problemas; entretanto, a minha imagem nunca sai da sua cabeça. Você talvez me ame com devoção, com toda a sua existência - algo que eu não tive por mais de três dias em toda a minha vida - e diga completamente encabulado que eu sou a pessoa que mudou a sua vida de forma totalmente irremediável. Assim como o conde Vronski de Anna Karenina, você dirá que não consegue afastar-me da sua mente, porque há algo terrível entre nós. Ligará apenas uma vez, ao final de cada dia, contando (totalmente encabulado, pois isso o constrange) como eu fui presente nos detalhes, nos livros, nas músicas e no menor indício de coisa que pudesse se estabelecer uma relação com a minha pessoa. Você poderia fazer uma surpresa para mim, convidando-me passear no Parque Triannon, me abraçando com carinho enquanto confessamos um ao outro que, nesse momento, toda a nossa vida pela primeira vez adquiriu sentido.

Eu gostaria muito que você se materializasse. Agora. Na forma dele. Um ele confesso. Um ele melhor. Um ele que finalmente confesse que me ama.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

XUs,
Estou um pouco bloqueada nessa semana em relação à minha próxima carta. espero escrevê-la ainda nesse fds... Meus pais não vão estar e talz, e estarei mais tranquila para pensar no que escrever. Vou então colocar as minhas novidades por aqui ^^

Enton, o Natal está chegando, e eu ainda não pedi (formalmente) um presente para o meu pai. Já tinha falado sobre ele me ajudar a bancar minha viagem pra UK em fevereiro do ano que vem, mas, pelo visto, ele daria UM MONTE DE COCÔ se eu pedisse um, mas jamais financiaria uma viagem para fora que iria trazer coisas boas para a minha vida. Claro, se eu quiser crescer, emagrecer e ser inteligente, tenho que lutar por conta própria, já que por ele eu seria uma porca obesa e burra trancafiada em casa. Bom, vou pedir algo que eu realmente não preciso (e que sei que ele vai me dar): MAIS UM perfume, um Burberry Brit.


Quanto às dietas, estou hoje em uma compulsão gravíssima: embora não tenha almoçado, estou fechando o meu dia com sete sonhos de valsa, um pão francês com manteiga, duas bolachas de água e sal e um copo de corpus light de morango. É claro que já tomei as minhas providências e tomei o meu Almeida Prado, mas sinceramente acho que purgar é uma grande bobagem. Sei que não vai muita coisa mas continuo fazendo e só me fodo. Vou fazer uma hora de esteira mais tarde e espero remediar o estrago.

MAS CLAAARO, ISA, parabéns, esse estrago vai ser remediado com 1h de esteira. Tá sabendo legal.


Bom, acredito que já são novidades demais, né, lindas? Mas a partir de agora o controle volta.

Keep strong Photobucket

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Hoje consegui passar o dia sem comer carne. Com exceção de duas bisnaguinhas e três bolachas, não comi carboidrato algum durante o dia inteiro, apenas saladas. Vou para o terceiro dia de xenical, e confesso que me sinto um pouco mais desinchada. Mas bem pouco, para a minha grande decepção. Comprei um par de tênis leve e flexível para corrida e pretendo retomar os exercícios amanhã - isso se a minha ida para a faculdade não atrapalhar.

Estou muito quieta e outro tanto decepcionada, ainda. Nas leituras, estou na metade de "Dissipada" e, concomitantemente para o meu orgulho e para o meu medo, muitas coisas do comportamento dela e da família batem com a minha vida. Às vezes penso onde eu vou chegar com essa coisa toda, mas o melhor é não pensar.

Força e controle, lindas.
Bacci*

Day 1

I.,

Você fez o que nem meus pais fizeram nesse último fim de semana: me apoiou e reconheceu a gravidade da questão que me deixou imensamente depressiva. Me ofereceu colo, passeio, ouvidos e marijuana para que eu pudesse relaxar um pouco e esquecer a tensão que me dominava. E ainda há mais coisas: as anfetaminas, a companhia nos delírios e sonhos de magreza, a compreensão do mal que carrego comigo. Eu jamais imaginaria que uma simples amizade de internet renderia uma união extremamente sólida, na qual não há nada que se ambicione através dela. Posso dizer que a nossa amizade é uma das mais desinteressadas que tive em toda a minha vida (e, veja bem, meu histórico de convívio social é permeado majoritariamente por amizades que visavam se aproveitar de qualquer coisa - qualquer coisa mesmo - minha). Talvez isso seja dessa forma por você não ter necessidade de sentir inveja de mim (aliás, ninguém deveria - sempre acho que ter inveja de mim constitui um dos maiores disparates que eu já vi). Enfim, uma coisa e outra são totalmente estranhas e incompreensíveis para mim.

Do nosso tempo de convívio, talvez haja apenas um mal que você provocou em mim, mesmo que sem perceber (e o mais nefasto disso tudo é que esse mal ainda me consome até hoje e vai continuar me consumindo por toda a minha vida): apresentar aquele que viria a ser o que mais me traria alegria e desespero para os meus dias, o único homem pelo qual eu posso dizer que me apaixonei de verdade até agora - não que eu creia que isso vai mudar de perspectiva, mas enfim... Você tem noção do que fez com um simples pensamento? Talvez não tenha. É bem provável que tenha passado pela sua cabeça uma intenção exatamente oposta: a de trazer felicidade, amor e colorido para as minhas horas extremamente doentias. Mas repito: você sabe o que você fez ao pensar e dizer para mim "Isa, conheço alguém que é a sua cara, acho que vocês vão se dar superbem!"? Bom, é realmente certo que não saiba. Na verdade, se pensarmos bem, foi um mal que me alimenta, que me dá coragem, que me legitima, que me faz resistir na boca um gosto de sol, assim como o transtorno que carrego junto a cada momento. Devo então te agradecer? Se eu prosseguir no meu delírio, e bem provável que eu te abrace efusivamente, com lágrimas nos olhos, feliz por ter a única lembrança que me alimenta e que, junto com a minha obsessão com o controle do meu corpo, me faz prosseguir.

I., acho que devo muito mais do que posso pagar. E penso se é possível saldar essa dívida. Talvez essa seja mais uma das coisas inatingíveis que constituí como metas para mim mesma. God knows.

domingo, 5 de dezembro de 2010

30 days letter project

Andei olhando alguns blogs ANNAs e me interessei bastante pelo desafio de postar cartas. Acho que esse desafio pode ser super catártico para mim nesse momento da minha vida, e, se pensar bem, é uma ótima forma de retomar os posts por aqui. Sempre gostei muito de escrever, mas confesso que sempre me seguro para colocar as palavras no papel ou na web - talvez por medo de que as pessoas, através do meu estilo, acabarem descobrindo a minha verdadeira identidade ou os meus pontos vulneráveis. Dessa vez, vamos ver se eu consigo... Começo a partir de amanhã, junto com a dieta (bom, pra falar a verdade, comecei hoje, mas essa bisnaguinha junto com os legumes no almoço não tá pegando bem...)

PS - Que bom que pode me ler, Hell :D


Day 1 — Your Best Friend
Day 2 — Your Crush
Day 3 — Your parents
Day 4 — Your sibling (or closest relative)
Day 5 — Your dreams
Day 6 — A stranger
Day 7 — Your Ex-boyfriend/girlfriend/love/crush
Day 8 — Your favorite internet friend
Day 9 — Someone you wish you could meet
Day 10 — Someone you don’t talk to as much as you’d like to
Day 11 — A Deceased person you wish you could talk to
Day 12 — The person you hate most/caused you a lot of pain
Day 13 — Someone you wish could forgive you
Day 14 — Someone you’ve drifted away from
Day 15 — The person you miss the most
Day 16 — Someone that’s not in your state/country
Day 17 — Someone from your childhood
Day 18 — The person that you wish you could be
Day 19 — Someone that pesters your mind—good or bad
Day 20 — The one that broke your heart the hardest
Day 21 — Someone you judged by their first impression
Day 22 — Someone you want to give a second chance to
Day 23 — The last person you kissed
Day 24 — The person that gave you your favorite memory
Day 25 — The person you know that is going through the worst of times
Day 26 — The last person you made a pinky promise to
Day 27 — The friendliest person you knew for only one day
Day 28 — Someone that changed your life
Day 29 — The person that you want tell everything to, but too afraid to
Day 30 — Your reflection in the mirror

sábado, 4 de dezembro de 2010

ma deception


Oi, minhas lindas... Há muito tempo não escrevo aqui. Muito tempo mesmo. E aconteceram tantas coisas! Fico triste por ver que a Hell, a Laura e as meninas da minha época não postam mais. Vcs ainda podem me ler? :(

Bom, o que dizer? Um fracasso atrás do outro. Consegui anfetaminas no final do primeiro semestre. Emagreci 3kg, mas engordei novamente, chegando aos vergonhosos 65 novamente. A única saída agora é tomar Xenical escondida do meu pai e manter o uso de laxantes. E sofrer mais decepções... Isso ajuda bastante. Hoje, por causa da traição de alguns amigos meus, não consegui comer nada. Não sei se, dessa vez, posso dizer que isso é bom ou ruim...

Confesso que hoje estou bem chatinha. Prometo que amanhã fico melhor e visito o blog das que ainda postam...

XOXO :*