segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

Acompanhamento #2

Passando aqui rapidinho para deixar este link sobre como diminuir as medidas nos quadris (grande problema meu). Preciso também ver alguns exercícios para os braços - eles ainda estão enormes! Jaquei nesse fds e acabei tomando uma travessa de sorvete e comi um bolo de caneca. Não me pesei, pois não quero sofrer... :'(

Prometo visitar o blog de todas vcs em breve. Muita correria por aqui...

xoxo
Blue




quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Acompanhamento





Hello all,

Hoje me pesei na academia - com roupas e tênis, mas enfim, a balança de casa está sem bateria. 74,3kg (o que nos dá aí uns 74kg efetivos). Levando em conta que a minha menstruação está para vir, provavelmente eu já esteja na casa dos 73kg, o que me motiva a manter e ampliar a minha rotina para conseguir resultados ainda melhores. Wow, ainda não completei a terceira semana e, se mesmo com doces ocasionais e mais de um carb por dia eu consegui isso, o que eu não conseguiria pegando mais pesado? De qualquer forma, vamos seguindo - e registrando tudo por aqui.

xoxo
Blue

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Um 2017 cheio de novidades ♥



Feliz Ano Novo, minhas princesinhas! (antes tarde que nunca, não é?)

Estive sim muito em falta com todas vcs. Eu passei um segundo semestre terrível e não tinha ânimo para me sentir bela, para cuidar de mim, para postar... cheguei ao fundo do poço: 75kg. Caí em uma compulsão terrível: todo dia eu não passava sem comer doces, beber refrigerante, tomar sorvete, comer carbs e frituras - tudo em grande quantidade. Foi o maior peso desde os meus 20 anos. Então eu fiz uma promessa de ano novo: emagrecer, custe o que custar, até vestir tamanho pp. Deixar a casa dos 60kg pra sempre. E desde a virada parei com os refrigerantes, doces e frituras - ocasionalmente como carbs. Estou com medo de me pesar para achar que tudo está sendo em vão, mas parece que algo está acontecendo: meu rosto está emagrecendo, meus quadris diminuindo, e as pessoas estão notando isso e comentando. Aos poucos estou deixando de comer loucamente, e isso é bom. Espero em breve voltar a fazer um lf sem enlouquecer. Tenho tb feito 1h diária de caminhada e exercícios físicos (estou introduzindo outros aparelhos além da esteira aos poucos). Eu me deixo fiar pelos outros porque... eu sinto que continuo a mesma porca gorda de sempre. Sempre com essa barriga, essas coxas de hipopótamo, esses braços enormes de banha. Mas eu preciso continuar tentando.

Existe tb um motivo para eu resgatar todo esse gás: finalmente consegui uma bolsa de estudos de intercâmbio e passarei um ano fora em um país com costumes muito diferentes do meu e com uma culinária que favorecerá o meu tão sonhado tamanho pp. Quero já preparar meu organismo aqui no Brasil para poder comer muito pouco lá - e o melhor, não terei ninguém pentelhando minhas refeições e me dando doces e mais doces ♥ lá terei controle total sobre a minha alimentação.

Meu namorado está muito triste e acha que eu vou deixa-lo e morar lá para sempre, mas, apesar de tudo, só penso em quando voltar...

Aaaaah, e fiz um plano de leituras temático para as férias. Quem entra comigo?

*Lista de leituras - Janeiro*
Dissipada - Marya Hornbacher (reler)
Skinny - Ibi Kaslik
Wintergirls - Laurie Halsen Anderson
Just Listen - Sarah Dessen
The End Of Overeating - David A. Kessler
Keeping The Moon - Sarah Dessen (comprar)

Eu também achei essa lista aqui no Goodreads.
E preciso muito de mais fotos de thinspos. Alguém tem um site bom pra me recomendar?

Como foi a virada de vcs? Quais são seus planos para 2017?
Um beijo em cada uma,

xoxo
Blue

domingo, 16 de outubro de 2016

Algumas observações + motivação




Oi, minhas princesinhas, como vão?

Acompanhei-me nos últimos dias e consegui colher algumas observações minhas sobre hábitos alimentares que serão muito úteis para a continuidade da dieta:

- Minha tendência para beliscar coisas se satisfaz com duas ou três pequenas mordidas. Ontem experimentei cortar uma fatia de pão integral (daqueles largos, tipo Grão Sabor) em quatro partes e tostava um de cada vez quando tinha as minhas "crises" de compulsão (geralmente ocorrem a cada 2h). Deu super certo: pouco comi e enganei meu cérebro.
- Meu desejo por chocolate é satisfeito mais rapidamente com chocolate meio amargo / 60%. Em outros tempos, devorava uma barra inteira de chocolate ao leite em um único dia. Com esse tipo de chocolate, consigo comer um quadradinho por dia.
- Preciso olhar thinspos com frequência para me motivar. Tenho visto nos últimos dias minhas coleções no We Heart It ou fotos antigas da Taralynn (minha fav) e a força para manter a boca fechada se intensifica muito.
- Quando como, estou me policiando a morder pequeníssimas quantidades e devagar. Minha mãe sempre me falou muito sobre como isso ajuda para dar aquela sensação de saciedade, mas só recentemente me dei conta disso.
- Música instrumental e calmante no iPod: tem funcionado muito. Dá uma calma gostosa e segura os picos de ansiedade por comida.
- Beber água quando bater a compulsão: SIM.
- Procrastinar e se distrair com mil coisas ainda é a melhor medida: tenho lido muito e assistido a séries na última semana e, durante a leitura, procuro cultivar o seguinte pensamento quando assola a vontade de comer: "Depois desse episódio eu como", "Só mais um capítulo"... e, repetindo esse pensamento, consigo fazer o tempo passar sem comer. Importante observar, é claro, que preciso me forçar sempre a manter o coração firme nessas atividades: percebi que a comida, na verdade, era uma válvula de escape a essas próprias atividades de que tanto gosto, aliás. Não é uma loucura? Essa autoconscientização também está sendo ótima para resgatar prazeres meus que foram deixados de lado por colocar a comida sempre na frente de tudo como mecanismo para aliviar as minhas frustrações.

Outra medida que estou tomando é não comer nada depois das 19h (quando aquela compulsãozinha bate, eu penso: "no café da manhã eu como de novo" e parto para alguma distração). Pretendo também sempre levar uma marmitinha para a faculdade com chá, tofu, frutas e legumes para não almoçar por lá (o restaurante da universidade oferece uma comida muito pesada e gordurosa - e sempre em grande quantidade).

Estou muito animada, e vocês?

Um beijo,
Blue.

sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Ossos, ossos, onde estão vcs?

Hello, butterflies.

Sobre o remédio que estou tomando: o nome dele é forxiga. Já adianto que ele não promete emagrecimento rápido - ainda mais se vc mantiver o ritmo de alimentação normal. Eu me dei conta disto recentemente, e estou me forçando para moderar tudo, porque achei que continuaria ingerindo doces normalmente e tudo ficaria bem. Descobri ontem que chupar pauzinhos de canela ajuda a controlar a vontade de atacar qualquer coisa. Pretendo manter um potinho com eles na mochila para eventualidades.

No mais, estou procurando focar nos estudos e me afastar um pouco da internet. Estou em um crush problemático e infrutífero por vários fatores, e vê-lo online só faz a dor aumentar. Desviar a cabeça do assunto tem sido palavra de ordem - principalmente quando o assunto é comida.

Desculpe o post curto e a falta de notícias e interação... é que realmente não tenho andado muito bem.

xoxo
Blue



quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Uma luz no fim do túnel





Hello, minhas bailarinas x3

Tenho algumas coisas boas para contar: tenho tomado um remédio para emagrecer que elimina o açúcar ingerido nas refeições pela urina. Teoricamente, ele é sem contra-indicações, desde que você mantenha uma rotina de alimentação de 3 em 3h com carboidratos de absorção demorada (senão dá tonturas mil) e tome MUITA água durante o dia (caso contrário, o acúmulo de açúcar na urina pode dar infecção urinária). Ele casou perfeitamente com o meu caso, já que Xenical nunca deu resultado para mim por o meu problema não ser com gordura (odeio coisas gordurosas), e sim com doces e pães. Tenho sentido menos apetite também, embora tenha me forçado a comer pequenas porções para não cair no meio da rua. Hoje, o cinto da calça avançou um furo e a calça em si não está mais apertada. Isso em duas semanas! Para quem estava vivendo em um platô eterno, esse é um motivo de grande alegria. Eu ainda estou com receio de me pesar e achar que tudo foi uma ilusão, mas já sinto a diferença nas roupas.

Bom, fico por aqui. Sono...

xoxo
Blue

sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Dos retornos de sempre

Hi, little princesses.

Muita coisa mudou desde o último post. Morei por uns tempos na casa do bf, e, há mais ou menos dois meses, voltei para a casa dos meus pais. O ponto positivo é que aqui me alimento melhor, com bem menos porcarias e mais chances de consumir legumes, frutas e verduras (consigo dividi-las com a minha mãe e meu pai sempre mantem a geladeira abastecida com eles). Estou menos inchada e as roupas estão servindo um pouco melhor, mas não tenho levado a sério a restrição de alimentos e ocasionalmente ainda ando comendo doces. Tenho consumido cápsulas de cafeína e óleo de cártamo mesmo assim. Caminho sempre da estação do metrô para a faculdade e da faculdade para o metrô, o que demanda uma média de 40 a 50m totais. Não tenho me pesado, então não faço a mínima de quanto estou pesando. A balança de casa está sem bateria e eu tenho medo das de farmácia.





Penso sinceramente em fazer a dieta pré-bariátrica que consegui com uma amiga que a fez: ela garante 10kg em 10 dias e possui base só de líquidos. O problema, por outro lado, é que é preciso respeitar religiosamente os horários das refeições, pois se vc fica muito tempo sem comer, a chance de passar mal, desmaiar ou ter compulsões é muito grande. Quero fazer tb mais atividades além dessa caminhada diária, tomar vergonha na cara msm e fazer academia todos os dias e levantar cedo pra isso. Vi esse programa de corrida e fiquei bastante motivada a tentar.

No mais, ando lendo e estudando bastante - procurando preencher a cabeça para não pensar em comida, mesmo, pois, além de tudo, estou sem trabalho fixo nos últimos tempos.

E vcs, como estão? Pretendo ver os blogs de cada uma aos poucos.

xoxo
Blue